Chamar/ser chamada de “gostosa” na rua é um direito?

Assédio sexual em espaços públicos ou cantada de pedreiro: qualquer seja o nome que se dê ao fenômeno social de homens dirigirem comentários de teor sexual a mulheres desconhecidas nas ruas, o tema gera polêmica.

E como qualquer polêmica, esta se instaura por uma falta de consenso a respeito do assunto – neste caso, sobre os limites desta prática social. É, ao menos, o que aparenta ocorrer pela forma como o assunto vem sendo abordado na TV e outros meios de comunicação. Continuar lendo